05 nov, 2016

Maria do Céu da Conceição é portuguesa, tem 39 anos e uma história de vida como poucas. Uma vida de total entrega, dedicação e solidariedade, em que põe os outros à sua frente, numa luta constante para melhorar a vida do próximo, dos outros, daqueles que realmente precisam.

Conhecida como uma força da natureza, Maria criou uma fundação no Bangladesh para combater a pobreza extrema com que se deparou ao chegar ao país.

Hoje, tem 131 crianças a seu cargo, nas quais deposita a esperança de vidas de sucesso, em que a educação é o ponto primordial e onde há mais investimento pessoal.

Mas a história de Maria não começa aqui. Numa vida “de altos e baixo”, a mulher coragem conta que a sua mãe biológica sofria de uma doença mental, o que a fez ficar ao cuidado de uma vizinha que a acabou por adotar. “Era uma refugiada angolana e o seu nome era Maria Cristina. Educou-me e alimentou-me juntamente com os seus seis filhos, pois como dizia, “quem alimenta seis, alimenta sete”.

“A minha mãe adotiva fez de mim quem sou”, garantiu. Esta gratidão levou até que Maria desse o nome da mãe – Maria Cristina – à fundação que criou. A senhora faleceu quando Maria tinha apenas nove anos e, depois de alguns anos a cargo das filhas mais velhas, sucedeu-se a emigração para a Suíça em busca de melhores condições de vida.

Um acidente de carro nesse país levou a uma mudança brusca. Seguiu-se Londres, um anúncio para hospedeiras de bordo da Emirates Airlines, um emprego “fantástico”, que a fez sentir “abençoada”, e uma viagem que alterou por completo o seu rumo.

CONTINUAR A LER ESTA NOTÍCIA EM:
www.noticiasaominuto.com/pais/682110/maria-a-mae-coragem-de-131-criancas-que-usa-o-desporto-para-as-alimentar

%d bloggers like this: